sexta-feira, 15 de outubro de 2010

meu mundo

eu vejo no mundo o que não consigo ver em mim, eu paro e reflito, mas nem assim meu dia pode ser entendido, como posso estar tão perdida? o que me tirou o rumo? o que me trará ele de volta, e o melhor será alguém que o trará? eu não sei! eu não me entendo eu não consigo ver nada de bom em mim...
o que você vê? posso ser normal, o mundo vai parar de rodar para eu descer? não sei...
minha vida costumava ser legal, até eu descobrir que era tudo uma ilusão, tudo falácias, juras mentirosas falsos amores, falsos pudores... meu eu não aguenta tanta dor, mas minha vida sem música nada seria, só elas para aliviar ou aumentar a minha dor...
o amor comeu minha vida, o amor comeu minha razão; o amor me levou de mim...
hoje sou nada de nada um ser sem alma, um corpo sem sentido...

Nenhum comentário:

Postar um comentário