quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

quem sou eu?

sinto-me farta; sinto-me incompleta
as vezes burra, de tal modo insegura
sem criatividade
sem amigos, em suma nada!
que sou? para onde estou indo?
sabes a resposta carinho?
sou de tudo um nada
de longe uma figura; de perto nem sei
um auto-retrato desfocado
desbotado, sem luz nem cor
sem razão nem triunfo...
o que sou e para onde vou?
digá-me você baby
sou de tudo um nada
amargura passada
um destino sem rumo
um futuro incerto...

Um comentário: