quarta-feira, 16 de março de 2011

minha pedra

Depois de tanto refletir, de tanto me tolher...
depois de muito desistir
vazia eu me encontro
diante de uma pedra, da qual não posso tirar de meu caminho;
ou posso?
você tiraria uma pedra preciosa de seu caminho por que o impede de passar?
sabendo que já tiveste prazer em vê-la ou em tê-la?
não eu não a quero tirar
não eu não a quero fora de meu caminho; eu a amo, eu a odeio
sinto-me burra, desprezível, inata, incapacitada...
doente, angustiada
sinto-me ainda infeliz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário