sábado, 30 de abril de 2011

Nossa amizade

sinto que foi sorte, mas assim não a quero nomear
sinto que foi mágica, mas apenas isto não nos define
o que posso te dizer? fostes de tudo minha sorte, minha mágica meu destino
que seja és de tudo meu apoio minha pilastra forte meu arrimo de segurança
minha fantasia nunca vestida
o amigo que nunca toquei em corpo
mas que me tocou em alma
as palavras nunca ouvidas, mas sempre lidas
os consolos de uma vida
as minhas lágrimas sempre caídas, pena que não em teus ombros
mas sempre na certeza de que em tuas palavras achei consolo
achei amor...
sorte ou destino
não me importa
o que me importa é ter achado você!
te amo Bruno, meu anjo maravilhoso que mora tão longe, mas que sempre está aqui para mim sua amiga distante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário