terça-feira, 31 de maio de 2011

PS: a foto foi tirada de outro blog (filhote de leão) que eh muito bom...

Amor, amor meu; sinto-me melhor hoje por saber
Por saber que me amas
Por saber que me queres como te quero...
busquei por toda vida uma história como a nossa
Um conto de fadas do qual o final é feliz
e achei, achei em você amor, tudo que buscava
tudo que pensei merecer...
E minha busca termina amor...
Termina, agora com o nosso enfim encontro
Duas almas incompletas
felizes por nossa imperfeição
Perfeitas agora que juntas formam uma
que unidas conhecem o Amor...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Meu sonho



E eu sonhei com seu regresso;
com seus toques, com suas carícias
E com o aroma de teu doce hálito, de teus olhos tão serio e doce...
Quando te conheci, me perdi
quando te perdi, eu sofri...
mas não te perdi não é?
Você sempre esteve aqui não é certo?
Sim, você sempre esteve aqui, sempre dentro de mim...
Fazendo parte de meus medos, meus sonhos e de minha fortaleza...
quando estou triste, me lembro de você!
Lembro-me do paraíso que eu estava, dos dias que conversamos...
Da festa que fomos, da dança tão desajeitada como o tamanho de nossa timidez;
foi tudo tão perfeito...
Tão mágico, como o sonho que tenho de te reencontrar...

terça-feira, 17 de maio de 2011

pela primeira vez uma postagem que eu não criei mas que reflete o que sinto!

Sober

Sóbria Pink Revisar tradução

Eu não quero ser a garota que ri mais alto
Ou a garota que nunca quer estar sozinha
Eu não quero ser aquela que liga às 4:00 da manhã
Porque eu serei a única que nao estarei em casa

Ahh, o sol está cegando (me cegando)
Eu fiquei acordada de novo
Oh, eu estou descobrindo
Que não é assim que eu quero que minha história termine

Eu estou segura lá em cima, nada pode me tocar
Porque eu sinto que esta festa acabou?
Não sinto dor, nao sinto nada, você é como uma proteção
Mas como posso me sentir tão bem assim, sóbria?

Eu não quero ser a garota que tem de preencher o silêncio
O silêncio me assusta porque ele grita a verdade
Por favor, não me diga que tivemos aquela conversa
Eu não vou lembrar, guarde o seu fôlego, de que adianta?

Ahh, a noite está chamando
Ela sussurra para mim "a culpa é sua"
Eu ouço você caindo
E se eu me deixar ir, serei a única culpada

Eu estou segura lá em cima, nada pode me tocar
Porque eu sinto que esta festa acabou?
Não sinto dor, nao sinto nada, você é como uma proteção
Mas como posso me sentir tão bem assim, sóbria?

Descendo, descendo, descendo
Girando, girando, girando
Procurando por mim mesma, sóbria
Descendo, descendo, descendo
Girando, girando, girando
Procurando por mim mesma, sóbria

Quando está bom, então está bom
Tudo está bom, até que fica ruim
Até que você esteja tentando encontrar aquele antigo você
Eu me feri e gritei 'nunca mais'
Magoada em agonia
Apenas tentando encontrar um amigo
Oh

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Mistérios

É um mistério, seu olhar...
Um monte de imagens, refletidas em mim pelo teu olhar culpado...
Mas que mesmo assim me leva, 
me leva por caminhos tortos e simplórios
Mas que de tão extremos acabam por me convencer de tudo
Ou de nada...
E é você; aquele que me condena
aquele que me corrompe...
Porém mesmo assim é difícil resistir ao seus olhos
ao seu charme sereno, ao seu jeito misterioso...

quarta-feira, 11 de maio de 2011

você! como sempre você...


Belo, foi como tudo aconteceu...
Raramente me apaixono desta forma,
Universo, sim com o universo inteiro de possibilidades achei você...
Nada neste mundo me faz tão feliz no momento;
O meu coração para quando falo com você...

Me torno infantil, menina com o sonho de crescer,
E me perco em tuas doce palavras...

Amo o modo como me tratas;
Muito de te eu consigo ver dentro de mim...
Amor, sim penso que é isso que sinto por ti...
? será um sonho?

Espero que não, espero ter você sempre junto a mim...

terça-feira, 10 de maio de 2011


E eu chorei, chorei como uma menininha assustada...
Como quem sente dor, como quem quer chamar sua atenção
Porque não me notas? Como não me percebes?
Meus sonhos foram todos teus, meus sorrisos sempre em tua direção...
Como não, amor; como nunca percebestes? 
Porque nunca se deste ao trabalho de olhar a mim;
de pensar em mim, de se doar a mim...
Mas entendo; de teu coração nunca tive uma sequer parte,
Contudo, tudo bem; já sou acostumada a tal desprezo,
a tal desconsolo; sempre andei só, sempre fui só...
Apenas espero, que um dia cesse minha solitária caminhada pela vida...
apenas o dia em que viverei a fortuna de um amor
Ou o fim de um tormento...

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Nosso lindo sonho

E eu que achei que era apenas um sonho;
pensei que seria apenas uma ilusão de minha mente...
Mas parece que foi mágica amor...
minha alma foi em busca da sua,
nos encontramos em um sonho tão real como nós...
Éramos apenas você e eu, nesta praça tão bela
neste lugar tão terno, tão nosso...
E este sonho que não foi sonho
você era eu, assim como eu era você...
Foi lindo, foi mágico, foi perfeito...
será que um dia este lindo sonho será mais real
Do que sua boca ao tocar a minha em meus devaneios?...
Porque sempre que fecho os olhos, penso em você...
sinto você ao meu lado, me tocando, nos amando
Seu toque macio, seus lábios nos meus, seu corpo junto ao meu...
Enfim, e por fim te amo...

domingo, 8 de maio de 2011

Solidão

Não consigo entender-me entender profundamente meus pensamentos
minhas ânsias, meus medos...
Porque estar sozinha me doí tanto?
Porque a solidão me deixa tão confusa
Queria ser tão forte como tu,
ser forte e decidida...
Ser o poço da ordem, a lânguida face do poder...
Como posso ser como tu?
ensiná-me a ser grande...
Ensiná-me a viver...
Porque minha solidão tirá-me o ar a todo instante
tirá-me total vontade de viver...
Minha solidão me mata, me devora, me transforma...
Preciso apenas de ti, para mudar meu destino...
Para mudar minha realidade...

sábado, 7 de maio de 2011

Me Libertaste

Eu andava perdida, sozinha distante...
sem um rumo a seguir
Eu pensava em coisas mil, mas nenhuma por querer
sonhei com um dia, do qual o amor viria 
Mas ele não veio, ele não me chegou
Chegaram ilusões, falsas paixões
sentimentos pequenos, mesquinhos, rudimentares
Mas nada amor, comparado à hoje...
Jamais comparado à você!
Libertaste-me de algemas
fizeste de livre o meu coração
e mesmo amor com tal distancia
meu coração a ti pertence...
Sonho com o dia de nosso encontro,
com nosso primeiro beijo;
Com nosso primeiro Amor...
Me fizeste livre carinho...
como um passarinho prestes a voar...
Amo você!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Minha mente divaga sobre suas lembranças, sempre me sinto incompleta ao perceber sua ausência, mas meu coração as vezes se engana; as vezes eu erro, faço escolhas a que não me fazem bem.
Sim mas, será que você é uma delas? Não acho que não! Você me faz tão bem que não acredito que seja nada mais que o Meu BEM!